segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Fumaças do meu peito...

Ponho a escrever-te alguma coisa, mas não sei o que. Posso te falar da angustia da solidão que sinto ou da sombra negra que guardo no meu peito, mas prefiro ouvir tua doce voz, um suave e doce cheiro de jasmim que nasce a cada palavra que você embala nessa dança que e teu fala...Você especial, mas lhe dou uma advertência eu não tenho coração...sou oco por dentro...só tome cuidado não quero te machucar...Então repito você e muito especial...

Nenhum comentário:

Postar um comentário