segunda-feira, 12 de março de 2012

Desabafo

Estou a prisionado no meu proprio eu, relevantemente um enxagero de minha parte, mas a cada dia que passa sinto minha humanidade sendo tragada pela terra que me sustenta. Temo o escuro, temo a solidão mas creio que este e meu unico destino inremediavel.
Socorra-me desta angustia envolvente desta dor latente, que me envenena e me entropece.